Central de Atendimento:(SAC)
(71) 4141-3400
Brasil devolve 46,6 t de lixo hospitalar aos EUA

O Brasil devolveu aos Estados Unidos as 46,6 toneladas de resíduos hospitalares que tinham sido interceptados por agentes da alfândega no Porto de Suape, no último mês de outubro, informou neste domingo o Terminal de Cargas do porto de Suape. Segundo o responsável de cargas do terminal, Fernando Lucato, o lixo seguirá para o porto americano de Charleston, na Carolina do Sul, em um navio cargueiro, que, por sinal, saiu de Suape, um município próximo de Recife, na noite do último sábado.

A carga continha lençóis, capas de travesseiros, toalhas, seringas, máscaras e mangueiras hospitalares com logotipos de hospitais americanos. No entanto, as autoridades ainda averiguam por que alguns dos lençóis foram parar no comércio ambulante de Recife, onde algumas peças que estavam sendo revendidas foram confiscadas.

Em outubro, as autoridades alfandegárias interceptaram as 46,6 toneladas de lixo hospitalar procedente dos Estados Unidos e, a partir deste episódio, confiscou outros 14 contêineres em operações realizadas no porto de Suape. As cargas procediam de um mesmo exportador da Carolina do Sul e tinham como destino uma empresa têxtil suspeita de infringir a política nacional de resíduos, a qual proíbe a importação de lixo de outro país, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A documentação de importação de ambos os contêineres discriminava a carga como de tecido de algodão com defeito de fabricação. Nos últimos anos, as autoridades brasileiras interceptaram inúmeros contêineres com lixo doméstico procedentes de países europeus.

Fonte: Portal TERRA